Oportunidade digna de trabalho na ONU para formados em Jornalismo com experiência em questões de gênero, raça e etnia

Em nossa cultura de fundamento capitalista a nossa dignidade está muito associada à nossa capacidade de nos manter financeiramente por nossos esforços.

O grande desafio é trabalhar com dignidade, num mundo onde nós seres ainda escravizamos, usurpamos força de trabalho e cultivamos a cultura do "se dar bem".

Divulgo essa oportunidade para trabalhar na ONU Mulheres Brasil, como Jornalista diplomado ou diplomada, o que valoriza a categoria num país que não se preocupa em exigir dos seus formadores de opinião uma formação superior.

Mas tem que correr que o prazo é hoje!

É exigido conhecimento sólido e experiência de trabalho nos temas de gênero, raça e etnia. A pessoa selecionada será responsável pelo refinamento, articulação de parcerias e execução da estratégia “Mulheres Negras Rumo a um Planeta 50-50 em 2030”. A execução inclui a produção de textos (press releases, matérias e entrevistas), supervisão do trabalho de design gráfico, gestão de conteúdos online e offline, apoio na gestão de conteúdos para website e redes sociais e gestão de projetos de comunicação, incluindo vídeos e materiais impressos. O perfil deve ter domínio da legislação nacional e internacional no que se refere aos direitos das mulheres negras.

São requisitos obrigatórios: ensino superior completo em Jornalismo; experiência profissional mínima de cinco anos; experiências comprovada na elaboração de produtos de comunicação online e off-line, incluindo materiais de sua autoria ou co-autoria; produção de textos jornalísticos (entrevistas, reportagens, matérias, press releases, informativos eletrônicos); experiência comprovada na gestão de conteúdos audiovisuais; e conhecimento em Inglês e/ou Espanhol.

As propostas deverão ser enviadas para o e-mail compras.br@unwomen.org até as 23h59 (horário de Brasília) do dia 11 de junho de 2017, com o assunto “PROPOSTA: Jornalista – Mulheres Negras”, no formato de Formulário de Oferta Anexo I, juntamente com o Diploma universitário em Jornalismo; portfólio e currículo que comprove a experiência nas questões de gênero, raça e etnia. As dúvidas deverão ser enviadas para o e-mail compras.br@unwomen.org até as 23h59 (horário de Brasília) do dia 8 de junho de 2017, com o assunto “DÚVIDA: Jornalista – Mulheres Negras”.

Somente serão aceitas propostas de Pessoas Físicas. A ONU Mulheres dá oportunidades iguais a todos candidatos e candidatas e incentiva, particularmente, mulheres, negras e negros, indígenas e juventude a se candidatarem.

Comentários